Molho Béchamel

Então, por onde começar? Há tantas coisas para dizer sobre a comida italiana que eu não sei como começar. Acho que a melhor coisa é começar com algumas receitas básicas, isto é, em suma, as receitas que servem para fazer outras receitas. Então, vamos trabalhar, porque temos muitas coisas para fazer!

Vamos começar com algo básico, mas fácil de fazer. Hoje falamos sobre a Salsa Bechamel.
bechamel-step-6


"Mas como - você diz - faz um blog sobre culinária italiana e vocé parte imediatamente com um molho frances?"

O fato é que este molho é a base de muitas receitas italianas, um exemplo de todas as lasanhas e também não é realmente francês. Não acredita? Vamos fazer um pouco de história.


Em 1500 Catarina de Médici, apenas catorze anos, foi casada com Henri d'Orleans, o futuro rei da França. A jovem Caterina levou com ela em sua nova casa em Paris a sua governanta, alguns cozinheiros  da sua Toscana e até mesmo um sorveteiro de Urbino. Ao  levad-la, inconscientemente, a cozinha italiana na corte francesa. Se hoje temos a omelete, o canard à l'orange e Soupe oignons  é por causa de sua chefs tuscan cozinham fritatas, pato com laranja e sopa de cebola! Além de todas essas delícias desta grande mulher (e chefes) também levou o salsa colla que cerca de cem anos depois, o chef francês de Luís XIV, chamou Bechamel em honra de Luís de Béchameil, Marquis Nointel (1603-1703 ), que é às vezes erroneamente listado como o inventor da receita.


Então você vê, embora à primeira vista pode parecer uma receita francesa, este molho tem claras origens italianas. Mas como fazer a bechamel? (Desculpe, mas eu não gosto do nome do italiano de besciamella, eu prefiro usar o termo em francês)


Embora fundamentais para a cozinha, italiano ou não, é simples de preparar. Ainda não acredito no que eu digo? Olha bem.

Os ingredientes são 

· 40 g de manteiga
· 40 gr. farinha
· ½ litro de leite frio
· Sal, pimenta
· Noz-moscada

Coloque a manteiga em uma panela e derrete. Apenas derretido, adicione a farinha, mexendo bem para não deixar pedaços, coloque-o novamente sobre o fogo e cozinhe até a mistura ficar com leve cor marrom. Agora você tem o que na França é chamado de roux, que é um espessante para molhos e sopas, que você pode preparar com antecedência e deixar na geladeira.
Quando cozido retire a panela do fogo e acrescente o leite frio aos poucos, mexendo bem para incorporá-lo. Coloque no fogao em fogo baixo, em seguida, deixe o molho ferver. Agora adicione uma pitada de sal, a pimenta e uma pitada de noz-moscada e cozinhe por mais alguns minutos, até que o molho tenha obtido a justa  consistência. A densidade do molho final depende da relação de manteiga e farinha,  e o tempo  deixado  em cozimento ( a gosto da pessoa).

É isso aí. Simples certo? Apenas algumas dicas: 


use o leite frio somente quando estiver quente o roux, logo apos o prepararo. Ao contrario deve usar leite quente. 


● melhor é misturar a farinha e a manteiga fora do fogo, para evitar a formação de bolinhas muito chato e difícil de remover. 

● o molho bechamel no final deve ser muito cremoso, mas esteja ciente de que a verdadeira densidade será aplicável após o molho está frio. Assim, para saber como ficara será melhor esperar um pouco, mexendo sempre.  Se por acaso ficar  muito grosso basta acrescentar mais leite e se demasiado líquido  você só deve adicionar algumas colheres de farinha.


Simples certo?
Como começo acho que seria suficiente. Vamos ver na próxima vez o que cozinhar.
Até logo!


2 comentários:

  1. Stavo per chiedere...e la besciamella?! Ma poi eccola qui. Questa non potrebbe mancare...c'è chi la fa con l´olio di girassole invece del burro...

    ResponderExcluir
  2. Solo ora ho visto che è stata con questa che hai incominciato.... Ho appena trovato i tuoi blog, mi sono piaciuti tantissimo!!! Obrigado!!

    ResponderExcluir

booking

Booking.com